Como prevenir e tratar hemorróidas
Como prevenir e tratar hemorróidas

Como prevenir e tratar hemorróidas?

0 comentários
< Voltar ao blog

Como prevenir e tratar hemorróidas?

Antes de saber como pode prevenir e tratar hemorróidas, deve saber identificá-las e, por isso, é importante saber o que é uma hemorróida.

As hemorróidas são estruturas anatómicas normais, que fazem parte do corpo de qualquer pessoa. Localizadas no canal anal, estas veias têm funções definidas, participando na contenção das fezes1. Contudo, quando dizemos que alguém “tem hemorróidas”, referimo-nos à doença hemorroidal: aos sintomas que surgem quando há uma alteração na função ou na posição das hemorróidas1.

Estas hemorróidas “problemáticas” são uma doença muito frequente na população adulta, resultante da dilatação e inflamação do tecido vascular no canal anal, que, enfraquecido, leva à descida ou prolapso das hemorróidas.2

Existem diferentes tipos de hemorróidas?

 As hemorróidas podem ser de dois tipos: internas ou externas2.

As hemorróidas internas têm origem acima do ânus, no canal anal, e são inervadas visceralmente – sendo, por isso, indolores. Podemos classificá-las de acordo com o grau de prolapso 2:

Grau 1: podem sangrar, mas não se projetam;

Grau 2: projetam-se com a defecação, mas reduzem espontaneamente;

Grau 3: projetam-se e devem ser reduzidas manualmente;

Grau 4: são permanentemente prolapsadas.

As hemorróidas externas localizam-se fora do canal anal, por baixo da pele, e como têm inervação somática podem causar dor2.

Alguns doentes têm hemorróidas internas e externas (mistas)2.

O diagnóstico de hemorróidas baseia-se na história clínica e no exame físico3.

Quais são os sintomas?

  • Dor;
  • Comichão;
  • Sangramento retal indolor, associado ao funcionamento do trânsito intestinal, que normalmente aparece como sangue vermelho vivo no papel higiénico ou a cobrir as fezes3;
  • Prurido intenso e desconforto anal, especialmente comuns nas hemorróidas crónicas.

Como tratar e prevenir hemorróidas?

As estratégias de tratamento podem ir desde a mudança de estilo de vida e alimentação a procedimentos médicos ou tratamento cirúrgico1. Uma avaliação adequada deverá conduzir a um plano de tratamento ajustado à situação particular de cada indivíduo1.

Estratégias que podem ajudar:

  • Não passe muito tempo na sanita! É uma prática cada vez mais comum levar o telemóvel ou um livro para a casa de banho, mas estes hábitos traduzem-se em mais tempo sentados na sanita, aumentando a pressão na região anal e o esforço durante a defecação
  • Tomar um banho de água morna pode ajudar à diminuição temporária da dor4.
  • Quando tiver vontade, vá logo à casa de banho!3
  • Faça uma limpeza gentil. O uso de lenços humedecidos ajuda a minimizar o trauma da abrasão. Depois, não se esqueça de secar bem a área, uma vez que a humidade crónica nessa região pode levar à rutura da pele1.
  • Use um tratamento tópico apropriado (em gel, pomada ou creme) para ajudar a reduzir e/ou prevenir a irritação da pele perianal.1
  • Faça atividade física, de preferência de baixa intensidade, como caminhadas e alongamentos.
  • Garanta uma adequada ingestão de alimentos ricos em fibra (hortofrutícolas, cereais integrais e leguminosas, por exemplo) e não descure a hidratação1. A ingestão diária recomendada de fibra é de cerca de 25 a 35 g por dia4.
  • Se a alimentação não for suficiente, recorra a suplementos com fibras! A fibra atrai água para o lúmen do cólon, aumentando o conteúdo de água das fezes, resultando em fezes mais suaves. Estudos indicam também que diminui o sangramento das hemorróidas em 50% e melhora os sintomas em geral4. Os suplementos de fibra são fortemente recomendados nas diretrizes práticas da American Society of Colon and Rectal Surgeons (ASCRS), com base numa revisão da Cochrane3.
  • Pode ser opção usar suplementos contendo bioflavonóides (por exemplo: hidrosmina, diosmina, hesperidina), uma vez que contribuem para a diminuição do sangramento, prurido e perdas fecais, bem como para a melhoria geral da sintomatologia4.

Referências:

  1. Rakinic J, Poola VP. Hemorrhoids and fistulas: new solutions to old problems. Curr Probl Surg. 2014 Mar;51(3):98-137. doi: 10.1067/j.cpsurg.2013.11.002. Epub 2013 Nov 25. PMID: 24606821.
  2. Mounsey AL, Halladay J, Sadiq TS. Hemorrhoids. Am Fam Physician. 2011 Jul 15;84(2):204-10. PMID: 21766771.
  3. Cengiz TB, Gorgun E. Hemorrhoids: A range of treatments. Cleve Clin J Med. 2019 Sep;86(9):612-620. doi: 10.3949/ccjm.86a.18079. PMID: 31498764.
  4. Mott T, Latimer K, Edwards C. Hemorrhoids: Diagnosis and Treatment Options. Am Fam Physician. 2018 Feb 1;97(3):172-179. PMID: 29431977.
Aviso legal:
Este artigo não tem a intenção de diagnosticar, tratar ou substituir aconselhamento médico sendo o seu conteúdo apenas para fins informativos. Consulta um médico ou profissional de saúde sobre qualquer diagnóstico médico relacionado com a tua saúde ou mesmo eventuais opções de tratamento. As afirmações feitas sobre produtos específicos neste artigo não são aprovadas para diagnosticar, tratar, curar ou prevenir doenças.

Sugestões Bioself

30% Biokygen Savlon 60 Comprimidos
Biokygen Savlon 60 Comprimidos
€13,66 €19,52
25% Dietmed Retolise 60 Comprimidos
Dietmed Retolise 60 Comprimidos
€9,13 €12,17
25% Dietmed Retolise Creme 50ml
Dietmed Retolise Creme 50ml
€9,31 €12,41
25% Dietmed Retolise Gel 330ml
Dietmed Retolise Gel 330ml
€7,82 €10,43
15% Dr. Reckeweg R13 Gotas Orais Solução 50ml
Dr. Reckeweg R13 Gotas Orais Solução 50ml
€14,60 €17,18
15% Dr. Reckeweg R42 Gotas Orais Solução 50ml
Dr. Reckeweg R42 Gotas Orais Solução 50ml
€14,60 €17,18

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.